“Um novo olhar sobre Brasília” Mostra de fotografias de Ana Volpe 17 de maio a 03 de junho Galeria do Senado Federal – Congresso Nacional

0
487

A mostra “Um novo olhar sobre Brasília” traz fotografias de Ana Volpe para a Galeria do Senado Federal (Congresso Nacional) de 17 de maio a 03 de junho.

Na exposição, que apresenta 69 fotos, a artista Ana Volpe apresenta um novo olhar para diferentes estéticas de Brasília. Apaixonada pela cidade, Ana Volpe homenageia Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, que projetaram uma cidade única que acaba de completar 56 anos.

“Amei Brasília desde o primeiro instante em que a vi. Imagens mágicas riscaram as janelas do carro. Deslumbrada, sem fala, vi a delicada Catedral, o Itamaraty flutuando em águas, as palmeiras do Congresso, a Justiça guardando a praça em companhia dos Dois Candangos. Amanheceu e, então, foi o céu de Brasília que eu amei.”  Conta Ana Volpe.

A fotógrafa faz uma releitura da arquitetura moderna e futurística de Brasília com imagens diferentes e tradicionais. A exposição conta com fotos em formato “minimundi” e equiretangular feita com a técnica 360 graus.

“Quero despertar um novo olhar sobre a capital “. Completa a artista.

Ana Volpe faz registra ícones da capital federal com o uso de tripé, câmera e nodal que possibilitam os sete cliques da área captura da imagem máquina, que resultam  numa só foto, em formato de um panorama equiretangular 360×180. Trata-se de um panorama que abrange 360 graus de campo de visão horizontal e 180 graus em vertical. Em outras palavras, é o panorama que reflete todo o campo de visão do observador.  Obviamente, não existem lentes de grande formato capazes de, numa  só captura, registrar um campo de visão tão amplo. Assim, o panorama é recriado pela costura das sete imagens.

O processo de costura requer o uso de técnicas especiais ainda não populares na fotografia profissional. Os registros panorâmicos proporcionados pelas fotografias em 360 graus, no entanto, vem se despertando o interesse não só de fotógrafos, mas também de artistas e arquitetos. Lentamente, ganham novos adeptos.

Sobre a artista:

Ana Volpe é repórter fotográfica, jornalista, com cursos em Curadoria de Arte e Curta Metragem em Barcelona (Espanha) e pós-graduação em Artes Visuais pelo Senac.

Fotógrafa profissional, graduada em jornalismo e pós-graduada em artes-visuais, Ana conta que desde pequena tem o olhar apurado para a arte visual. Filha de jornalistas, a fotógrafa sempre acompanhou o pai nas redações. Foi daí que veio a paixão pelo Jornalismo.

A profissão de fotógrafa surgiu quando Ana Volpe trabalhava no Jornal do Senado e sentiu a necessidade de tirar fotos para suas matérias. Como já havia cursado fotojornalismo na faculdade, aproveitou o conhecimento que tinha e fez um curso de especialização no Senac. Depois, tirou o registro de repórter fotográfico e passou a ser fotógrafa do Jornal e da Agência.

Com especialização em curta-metragem em Barcelona (Espanha), Ana Volpe está no Senado desde 2001, onde realizou trabalhos para Agência Senado, Jornal do Senado, Presidência e Diretoria-Geral da Casa. Vencedora de diversos prêmios nacionais e internacionais, já participou de diversas exposições de fotografia, inclusive nas galerias de arte da Câmara dos Deputados e do Senado.

Outros trabalhos da fotógrafa podem ser verificados em painéis expostos pela Casa, como no Restaurante dos Senadores, na sala do secretário-geral da Mesa Diretoria-Geral, nos elevadores e entre outros gabinetes.

Trabalha com fotojornalismo, edição, produção e pesquisa de imagens para o Jornal do Senado, Agência Senado, Gráfica do Senado, Relações Públicas do Senado, Presidência do Senado, Núcleo de Comunicação Interna, entre outras secretarias do Senado Federal.  Além da fotografia, produziu texto para coluna Cidadania do Jornal do Senado e, de forma independente, registrou  vídeo-reportagens sobre o Senado Verde e Programa Jovem Senador.  Já fez trabalhos como freelancer para as revistas Rolling Stone, Park Shopping, Carta Capital e Jornal Zero Hora (RS).

Fotografou as filmagens do curta-metragem “Enciclopédia do Inusitado e do Irracional”, de Cibele Amaral, 17 min, Brasil, 2007 (Festival de Cinema de Brasília) , de “Uma Noite por Testemunha”, de Bruno Torres, Brasil, 2008 (Festival de Cinema de Berlim) e do curta sobre os 50 anos de Brasília, do diretor José Belmonte. São suas as fotos das capas dos CD´s das  bandas de Jazz: Jambrosia e Nó de Gravata.

Em Barcelona (Espanha), onde cursou curta-metragem, foi responsável pela edição, fotografia e câmera do curta “Inclusive Tu”, 20 min, Espanha, 2007.

Em produção independente, realizou o documentário “Ritmos do Folclore na Releitura Brasiliense”, 18 min, Brasil, 2005 (projeto, roteiro, imagens, edição de texto e narração), que integra os acervos do Museu da Imagem e do Som, de São Paulo, e do Memorial da América Latina. Em 2013 registrou vídeo-reportagem, também em produção independente, sobre os benefícios da arteterapia no tratamento de pacientes da saúde mental no Distrito Federal.

Seu ensaio fotográfico “Retratos da Itália” foi divulgado pelo programa Dossiê Diplomático (outubro/2013) da TV Senado. E é da sua autoria a foto usada para cartão telefônico, da Brasil Telecom, que homenageou os 50 anos de Brasília.

Produziu o programa de comportamento e cultura “Câmera Candanga” para a TV Comunitária de Brasília, atuando como repórter “abelha”, pauteira, produtora, editora de texto e imagem. Produziu imagens para filmagens do documentário e cenário para programa especial Renato Russo da MTV.

Seus trabalhos de fotografia e vídeo-reportagem  foram expostos no Museu Nacional da República, SESC, nas galerias de arte da Câmara dos Deputados e do Senado Federal (painéis de fotografia: Restaurante dos Senadores, Recursos Humanos, Secretaria-Geral da Mesa, Diretoria Geral e Polícia Legislativa) e ministrou palestras sobre fotografia no Espaço Cultura Mosaico, em Brasília.

Com treze anos de experiência na área da Comunicação Social no Senado Federal, atualmente trabalha como repórter fotográfico na Agência Senado.

Prêmios e Exposições:

Prêmio de Fotografia 2008 – “Céu Aberto de Brasília”

Prêmio Sesc de Fotografia 2010 “Marc Ferrez” – Edição Nacional

Selecionada para a exposição coletiva de Fotografia 2012 “O Centro-Oeste: o Homem, a Cultura e o Meio” – Museu Nacional da República

Selecionada para a exposição coletiva de Fotografia “As Imagens de uma Paixão. O Futebol no Imaginário Popular Brasileiro” – Museu Nacional da República

Selecionada para a exposição coletiva de Fotografia 2014 “O Universo Feminino” – Museu Nacional da República

Prêmio Internacional de Fotografia 2012 “Retratos da Itália no Brasil” – Um mês de estudos na Itália.

Serviço: “Um novo olhar sobre Brasília” –  Mostra de fotografias de Ana Volpe

Abertura:  17 de maio (terça) às 19 horas

Data: De 18 de maio a 03 de junho

Local: Galeria do Senado Federal – Congresso Nacional (Praça dos três Poderes)

Visitação:  todos os dias, feriado, final de semana porém nas terças, quarta, quinta-feira somente visitação agendadas pelo telefone 3303-2994

Informações: (61) 3303-2687 ou 3303-2286

Classificação indicativa: Livre.