Ex-ministra do STJ diz que a Lava Jato ainda vai atingir o Judiciário

A Operação Lava Jato vai atingir o Poder Judiciário brasileiro. É o que acredita a ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Eliana Calmon. Em entrevista à Folha de S. Paulo, a ex-corregedora nacional de Justiça afirmou que “muita coisa virá à tona”.

“A Lava Jato pegará o Poder Judiciário num segundo momento. Ele está sendo preservado, agora, como estratégia para não enfraquecer a investigação”, argumentou. A ex-ministra ressaltou que o “sistema político brasileiro está apodrecido”. E que ficou surpresa com alguns dos nomes que apareceram nas delações dos executivos da Odebrecht, entre eles José Serra (senador do PSDB-SP) e Aloysio Nunes Ferreira (senado licenciado, ministro das Relações Exteriores, também do PSDB-SP).

Não é a primeira vez que Eliana Calmon faz afirmações negativas sobre o Judiciário. Em 2011, ela chegou a dizer que havia bandidos escondidos atrás da toga. “Do tempo em que eu fui corregedora para cá, as coisas não melhoraram”, concluiu.

Metrópoles

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here