InícioCidadesVia em Taguatinga receberá a Marcha para Jesus e ficará fechada ,...

Via em Taguatinga receberá a Marcha para Jesus e ficará fechada , entre as quadras CNB 1 e QNA 1 e a QNA 54

topmall4A Avenida Comercial Norte, em Taguatinga, será interditada entre a CNB 1 e QNA 1 e a QNA 54 (da Igreja Perpétuo Socorro até a Papelaria Risk), . A mudança foi programada para receber os fiéis que participarão da procissão cristã Marcha para Jesus, que ocorrerá das 14 às 19 horas de hoje (4). O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) vai liberar a circulação de veículos ao fim do evento.

Também haverá intervenção na via de acesso da Comercial Norte para o Pistão Norte, entre as quadras QNA e QND, das 17 às 19 horas. Os órgãos de segurança pública — Polícias Militar e Civil, Detran e Corpo de Bombeiros — acompanharão todo o percurso com policiamento, isolamento das vias, controle de veículos credenciados e de moradores e atendimentos de urgência. Haverá um posto de emergência do Hospital Regional de Taguatinga disponível para a marcha.

Trinta agentes de trânsito controlarão o estacionamento dentro do Taguaparque e farão o patrulhamento ostensivo para coibir infrações. Eles terão apoio de 20 viaturas, um guincho e uma empilhadeira.

Percurso
Sete trios elétricos vão percorrer a via com destino ao Taguaparque, onde haverá o Encontro Cultural Gospel. A estimativa de público, segundo a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, é de 30 mil pessoas.

A concentração será a partir das 7 horas, no início da Comercial Norte. Às 14 horas, os trios elétricos seguem pela avenida e fazem duas paradas: uma na altura do shopping Top Mall e a outra na QND 54. Em seguida, contornam à direita, em direção ao Taguaparque. Os shows serão das 17 horas às 22h30.

A Marcha para Jesus é coordenada pela Comunidade Cristã Ministério da Fé e por mais 150 denominações religiosas, como a Igreja Mundial do Poder de Deus. O tema deste ano é Exaltando o Rei dos Reis. O evento também tem o apoio de movimentos católicos, como o Pró-Vida, e do projeto social Sim para a Família.

Da Agência Brasília

Mais populares