InícioPolíticaAuditoria do TCDF confirma dívida de R$ 3,1 bilhões deixada pela gestão...

Auditoria do TCDF confirma dívida de R$ 3,1 bilhões deixada pela gestão Agnelo Queiroz

Uma auditoria do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) indica despesas do governo de Brasília de pelo menos R$ 3,1 bilhões não pagas pela gestão anterior. Do montante, R$ 2,2 bilhões — relacionados a folha de pagamento de pessoal, aquisição de insumos, obras e prestação de serviços — deixaram de ser inscritos em restos a pagar, ou seja, foram empenhados, mas não quitados até 31 de dezembro.

Conforme o relatório, o valor pode ser ainda maior, uma vez que há discrepâncias em montantes informados pelo Executivo em 2014 referentes ao pagamento a algumas empresas.

O levantamento do tribunal também mostra dívidas de cerca de R$ 900 milhões, inscritas em restos a pagar, mas sem previsão de orçamento. “Esse documento só reforça tudo o que temos dito até hoje: esta gestão assumiu o governo em janeiro de 2015 com um deficit de R$ 3,2 bilhões no caixa”, explica o secretário de Fazenda, Leonardo Colombini. Segundo ele, o relatório é definitivo.

Na conclusão do texto, os auditores do TCDF destacam o desequilíbrio financeiro deixado pela gestão anterior, argumentando que o fato se refletirá nas contas do atual governo, onerando o orçamento.

Com 66 páginas, o calhamaço será entregue ao ex-governador Agnelo Queiroz e aos ex-titulares da Secretaria de Planejamento e Orçamento; da Subsecretaria de Orçamento; da Secretaria de Fazenda; e da Subsecretaria do Tesouro. Segundo o TCDF, os ex-gestores terão 15 dias para prestar esclarecimentos, a contar de quando forem notificados.

Com informações da Agência Brasília

Mais populares