InícioEsporteDunga deve renovar a seleção brasileira

Dunga deve renovar a seleção brasileira

03to1f2petjpg_769Sem jogar há mais de três meses, a seleção brasileira será convocada nesta quinta-feira, pelo técnico Dunga, para amistosos contra França e Chile no fim do mês – o primeiro será disputado em Paris e o segundo em Londres.

Nesse intervalo, alguns jogadores reafirmaram o bom momento na Europa, outros cresceram e houve quem sumisse ou fosse jogar no futebol chinês ou árabe.

 O grande nome brasileiro no Velho Continente – fora Neymar -, hoje, atua na Inglaterra e pode pintar na lista para os jogos dos dias 26 e 29. Dono da camisa 10 e de enorme prestígio com o técnico Brendan Rodgers, Philippe Coutinho, 22,  tem colocado  o Liverpool na briga por uma vaga entre os quatro melhores do país.

Na visão de Rodgers, Coutinho   “é um jogador altruísta, um cara humilde, sempre cria chances para os outros”  e sua “ técnica realmente está num nível altíssimo”. Dunga sabe do bom rendimento do xodó dos Reds e deve voltar a chamá-lo.

Outro jovem atleta que tem se destacado é o brasiliense Felipe Anderson, de 21 anos. Ele é o grande nome da Lazio no Campeonato Italiano. A equipe da capital ocupa a quarta colocação, com 43 pontos, boa parte deles conquistado graças ao talento de Felipe.

 “Sempre tratei essa questão como algo que acontecerá naturalmente. Estou fazendo o melhor que posso pela Lazio. Se a convocação vier, vai ser o melhor dia da minha vida. Se não acontecer, vou continuar trabalhando com o mesmo foco e de olho na próxima chance”, projeta o atleta.

Lucas Silva, do Real Madrid, Alex Teixeira, do Shakhtar Donetsk, Jonas, do Benfica, Jadson, do Corinthians, e Alexandre Pato, do São Paulo, também podem pintar.

AUSÊNCIAS

Além do lesionado Lucas, do Paris Saint-Germain, há uma lista de atletas que podem perder espaço nesta convocação. Principalmente os que optaram por mercados de menor visibilidade. Com exceção de Diego Tardelli (Shandong Luneng), que tem a confiança do treinador,  Everton Ribeiro (Al Ahli), Kaká (Orlando City), Ricardo Goulart (Guanghzou Evergrande)  devem  sumir das próximas convocações.  Instáveis em seus clubes, Filipe Luís (Chelsea), Fernandinho (Manchester City) também são uma incógnita.

Em 2014…

A última convocação

Em sua última convocação, Dunga chamou apenas atletas que atuam no exterior.

Os amistosos contra Turquia e Áustria foram disputados em novembro, na reta final do Campeonato Brasileiro, o que minou a participação de atletas do País.

A lista contoui com os goleiros Rafael Cabral (Napoli), Neto  (Fiorentina) e Diego Alves (Valência); os laterais Mario Fernandes (CSKA Moscou), Alex Sandro  e Danilo (Porto) e Filipe Luís (Chelsea); os zagueiros David Luiz, Marquinhos e Thiago Silva (PSG) e Miranda (Atlético de Madrid); e os meias e atacantes Luiz Gustavo (Wolfsburg), Rômulo (Spartak Moscou), Fernandinho (Manchester City), Casemiro (Porto), Oscar  e Willian (Chelsea), Firmino (Hoffenheim), Neymar (Barcelona), Philippe Coutinho (Liverpool), Lucas  (PSG), Luiz Adriano  e Douglas Costa (Shaktar Donetsk).

A equipe de Dunga venceu os seus dois últimos  compromissos. Em Istambul, bateu a Turquia por 4 x 0, e depois superou a Áustria por 2 x 1.

Quem pode pintar na convocação

Felipe Anderson

Melhor momento:  o camisa 7 vem obtendo cada vez mais destaque na imprensa italiana. Contente pelo futebol de alto nível que vem desempenhando na Lazio, o brasiliense   sonha com a primeira convocação e tem feito por onde.

Lucas Silva

Tímido e eficiente:  o volante ainda não teve uma atuação de grande destaque no Real Madrid, mas, aos poucos,  está sendo escalado como titular por Carlo Ancelotti. Se for convocado, será pelo papel desempenhado no Cruzeiro.

Alex Teixeira

Na Ucrânia: o meia acumula 22 partidas, dez gols e duas assistências na temporada, números melhores do que Douglas Costa (18 jogos, dois gols e cinco assistências).  O jogador foi procurado pelo Monaco, mas a negociação não avançou.

Jadson

Altos e baixos:  o meia foi uma surpresa na seleção brasileira quando Mano Menezes era o comandante. Depois, foi chamado por Felipão e sumiu pelo baixo desempenho apresentado. Em 2015, voltou a jogar bem e é opção.

Alexandre Pato
Nova chance: eterna promessa do futebol brasileiro, Alexandre Pato, de 25 anos, é um dos artilheiros do País na temporada. O camisa 11 soma oito gols  e duas assistências em nove partidas disputadas pelo São Paulo.

 

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Mais populares