InícioGeraisEscolas públicas participarão da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Escolas públicas participarão da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Quase 900 atividades — como exposições e oficinas — estão programadas em Brasília para a 12ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. De segunda-feira (19) até domingo (25), 153 instituições apresentarão projetos e experimentos no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade e em outros pontos do DF . O evento — que, neste ano, tem o tema Luz, Ciência e Vida — é organizado pelo governo de Brasília, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Entre os trabalhos que serão apresentados, há iniciativas de estudantes de escolas públicas locais. Um deles é de alunos do Centro de Ensino Fundamental Jataí, da regional de São Sebastião. Eles criaram um braço mecânico e foram escolhidos em uma seleção interna no próprio colégio.

Construir o mecanismo com canos de PVC deu aos alunos da 8ª A a oportunidade de aprender na prática o Princípio de Arquimedes — de que todo corpo imerso em um fluído e em repouso sofre uma força. O protótipo feito pela turma tem quatro pontos de articulação e quatro alavancas, além de uma mão articulada com capacidade para pegar objetos. Para colocar o princípio em prática, eles usaram seringas, mangueira de aquário e água. “Com a pressão feita pelas alavancas [que acionam as seringas], usamos a água para movimentar o braço”, explica Emília Costa, de 13 anos.

O professor de matemática da classe, Anderson Guimarães, se surpreendeu com o envolvimento espontâneo dos alunos. “Eles passaram do aprendizado passivo para o ativo e viram que o conhecimento vai além da teoria”, destaca. “Eu só fiz o meu papel inicial e, depois, eles tiveram autonomia para tocar o projeto”, conta.

Keila Alves, de 13 anos, está animada. Ela será uma das estudantes encarregadas em explicar o feito na exposição. “Esta é a primeira experiência que eu fiz, é inovador. Nunca tínhamos saído da escola para apresentar algo.” Para o trabalho, a turma foi dividida em equipes. Uma parte construiu o braço mecânico e a outra planejou a apresentação e fará o acabamento do objeto. A versão que será levada ao evento ainda ganhará pintura. A mesma escola participará também com o experimento de um projetor caseiro, feito com um celular e lupas de diferentes tamanhos.

Outras ideias
Na Escola Técnica de Brasília, em Águas Claras, o destaque é a criação de um monitor de consumo consciente. Ele registra o gasto de água e converte, em tempo real, a informação em valor a ser pago. “O objetivo é despertar mais consciência para o uso racional da água, já que mexe diretamente com o bolso”, explica o professor do curso de eletrônica da instituição, Izaías Cabral. “O aparelho começa a medir a quantidade de litros e quantos reais estão sendo gastos assim que a torneira é ligada”, resume. Segundo ele, uma simples lavagem de louça, sem os cuidados de economia necessários, pode facilmente chegar ao custo de R$ 4.

As atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia ocorrerão principalmente no Parque da Cidade, mas haverá programação em outros lugares, como no Museu da República e no Planetário de Brasília, ambos na área central do Plano Piloto.

Entre as propostas de alunos de escolas públicas, destacam-se também o forno que funciona com luz solar, do Centro de Ensino Fundamental 14, de Ceilândia; a criação de um software para auxiliar no ensino de Física, do Centro de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional do Gama; e a sala ecológica com tecnologias sustentáveis planejada pelo Centro Educacional Agrourbano Ipê, no Riacho Fundo II.

Organização
Pela primeira vez, o governo de Brasília organiza o evento no Distrito Federal. Antes, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação era o responsável, em parceria com o Executivo local. Neste ano, com os papéis trocados, quatro secretarias trabalharam em conjunto: de Relações Institucionais e Sociais, de Educação, de Turismo e de Ciência e Tecnologia (as duas últimas estão entre as pastas envolvidas na reestruturação da administração direta do DF). Os recursos públicos para a semana de ciência são exclusivamente do governo federal.

Mari Trindade, coordenadora da semana no DF e subsecretária de Relações do Trabalho e do Terceiro Setor da Secretaria de Relações Institucionais e Sociais, acredita que pelo menos 20 mil alunos visitem a exposição no Parque da Cidade. “A finalidade é promover a popularização da ciência e envolver os jovens”, destaca. O evento foi instituído por decreto em 2004 e ocorre anualmente, em outubro, em todo o País. À época, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, era secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do ministério e coordenou as duas primeiras edições.

Transporte gratuito
De segunda-feira até domingo, ônibus gratuitos vão sair da Rodoviária do Plano Piloto em direção ao Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. Em sistema circular, quatro veículos rodarão das 8 às 18 horas. O ponto de embarque na rodoviária será em frente ao posto do DFTrans. Na quarta-feira, com a programação estendida para atender aos alunos do turno da noite, os ônibus ficarão disponíveis até as 21 horas. As escolas da rede pública também terão transporte organizado pelo governo.

12ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia
De 19 a 25 de outubro de 2015 (de segunda-feira até domingo)
Das 8h30 às 18 h durante a semana (na quarta-feira, as atividades ocorrerão até as 21 h), e das 9 às 18 h no fim de semana
No Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade e em outros pontos da cidade
Programação: http://semanact.mcti.gov.br/programacao
Entrada Franca

Mais populares