InícioEsporteVasco e Flamengo: golpe baixo, provocação, desabafo e cavada

Vasco e Flamengo: golpe baixo, provocação, desabafo e cavada

Faltou futebol, mas sobrou emoção e lances para serem comentados no empate por 1 a 1 entre Vasco e Flamengo na noite de quarta-feira, que deu a classificação ao time cruz-maltino às quartas de final da Copa do Brasil. O zagueiro Rodrigo roubou a cena em provocações durante e após a partida. Emerson, xingando o árbitro, também chamou a atenção. Houve ainda cenas de disputas ríspidas, cavada de Jorge Henrique e as lesões em série no Rubro-Negro.

PASSOU POR CIMA

Xerifão da zaga do Vasco, Rodrigo não perdeu a oportunidade de provocar o Flamengo após o jogo. O zagueiro, com as mãos, começou a contar os jogos de invencibilidade do Cruz-Maltino diante do rival. Há cinco partidas a equipe de São Januário não é derrotada.

PERDEU A LINHA

Emerson mais uma vez deu uma declaração polêmica. Na saída para o intervalo, o atacante disse que o árbitro do clássico, Wilton Pereira Sampaio, era “uma m….”. A procuradoria do STJD deve oferecer denúncia.

BRUXA SOLTA

O Flamengo iniciou o jogo pressionando e marcou 1 a 0 logo aos 5 minutos. Porém, a sorte começou a virar aos 17, quando Guerrero deixou o campo machucado, e, depois, aos 32, com a lesão de Ederson.

GOLPE BAIXO

Rodrigo protagonizou mais um lance para o nosso pacotão. O zagueirão do Vasco, em disputa de bola na área, puxou o short de Samir, em situação inusitada flagrada pelas câmeras.

ESSA DOEU

Assim como no duelo de ida, o clássico teve muitos lances ríspidos. Em uma jogada, Julio dos Santos deixou o braço e acertou a boca do lateral-esquerdo Jorge, que ficou caído. O árbitro marcou falta, mas não advertiu com cartão.

ALBERTO ROBERTO

Para finalizar nosso pacotão, a cavada de pênalti de Jorge Henrique, que se jogou na área quanto tinha boas condições para chutar. O árbitro não caiu na dele, mas também não mostrou o amarelo.

Fonte: Globo
Foto: Dhavid Normando / Futura Press

 

Mais populares